[2022] Ferramentas de Palavras-chave: conheça as 18 mais usadas!39 minutos de leitura


Você sabe o que são palavras-chave e qual a sua importância dentro de uma estratégia digital? Esses termos bastante buscados na Internet podem revelar insights valiosos sobre o seu público, além de trazer mais visibilidade para seu blog, ativar campanhas de mídia paga e quem sabe até fechar a primeira venda como afiliado digital, por que não? O Papo de Afiliados de hoje é sobre essa poderosa estratégia de marketing de conteúdo e as principais ferramentas de palavras-chave que você pode usar, tanto gratuitas como pagas.


Quer saber quais são essas principais ferramentas e desfrutar de todas as suas vantagens? Então fique aqui com a gente e aprenda mais!


O que são palavras-chave?


Mas antes mesmo de apresentarmos a você as principais ferramentas de palavras-chave e detalharmos mais sobre elas, vamos comentar um pouquinho também sobre o que são palavras-chave. Você pode até saber, mas algumas pessoas que estão iniciando no marketing digital podem não fazer ideia!


As palavras-chave são termos de pesquisa que as pessoas usam na Internet. A grosso modo é isso. Sabe quando você abre o Google e digita uma dúvida e espera encontrar uma resposta? Isso é uma palavra-chave. Esses termos podem ser formados apenas por uma palavra, as palavras-chave de cauda curta, mas também por duas, as de cauda média, e por três ou mais delas, as palavras-chave de cauda longa.


Alguns desses termos de consulta podem ser mais relacionados à venda de algum produto, como “Comprar Fórmula Negócio Online”, e outros mais abrangentes, como “Marketing de Afiliados?”. Vale fazer essa interpretação sobre a intenção de busca dos usuários.


O uso de palavras-chave no marketing digital é bem versátil. Além de auxiliar na produção de conteúdo, levantamento das principais dúvidas do público, elas podem ser usadas em anúncios pagos no Google, YouTube, além de fortalecer o SEO de blogs e canais do YouTube e ajudar na descoberta desses canais de comunicação pelo público.


E, trazendo tráfego para esses dois canais, por exemplo, fica mais fácil também divulgar o link de afiliados e aumentar as chances de fazer mais vendas!


Qual a ferramenta indicada para buscar palavras-chave?


Essa é uma dúvida comum na Internet, principalmente se você é iniciante no Marketing Digital ou Marketing de Afiliados. A resposta é que não existe resposta. Mas sim, algumas ferramentas.


Na lista de ferramentas, temos opções gratuitas, como o Answer the Public, as próprias páginas de resultado do Google ou Youtube, o Google Trends e até os próprios concorrentes orgânicos, que produzem conteúdo semelhante. Já como ferramentas pagas, temos o Ubersuggest (gratuito até certo ponto), o SEM Rush, Ah Refs dentre várias outras opções.


Mas, fique tranquilo! Vamos mostrar tudo isso por aqui!


São funções de ferramentas de palavras-chave?


Outra dúvida que pode se passar na cabeça dos marinheiros de primeira viagem no mar das palavras-chave é sobre quais as funções que essas ferramentas entregam.


Depende! Algumas são mais simples, outras mais complexas. Mas, de forma geral, elas mostram qual é o volume de buscas estimado para um termo de pesquisa, o quão concorrido ele é, qual é a média de CPC que o mercado paga por essa palavra e termos relacionados ao principal. Outras, mais avançadas, mostram também exemplos de anúncios produzidos para aquela palavra, quem são os principais anunciantes, concorrentes orgânicos, em qual posição orgânica no Google o seu site ou blog está posicionado para aquela palavra e várias e várias funções.


Como usar as palavras chaves?


Basicamente, as palavras-chave traduzem dúvidas que os usuários têm na Internet. É possível identificar essas dúvidas ou tendências e aproveitá-las na produção de conteúdo para redes sociais. Outro uso comum é para a criação de blog posts e atração de novos usuários nos buscadores, como o Google. Também é possível seguir o mesmo raciocínio para a criação de vídeos para o YouTube. E você pode, ainda, utilizá-las na criação de anúncios online. Portanto, esse é um recurso bem versátil na Internet.


Tipos de Palavras-Chave


Bom, em um dos tópicos anteriores, já demos uma pincelada nos tipos de palavras-chave. Mas vamos falar um pouco mais sobre isso. Como já falamos, existem 3 tipos delas. Confira os detalhes de cada tipo:

  • Cauda curta: são termos de busca formados por uma única palavra. O volume de busca é muito alto e a concorrência também. São termos bem amplos e genéricos. Podem atrair públicos com as mais variadas intenções de busca. Exemplo: Marketing Digital.
  • Cauda média: nesse tipo, já encontramos termos de consulta online formados, geralmente por 2 ou 3 palavras. O volume de buscas começa a ficar um pouco mais baixo, juntamente com a concorrência. Podem também começar a representar um leve interesse de compras. Exemplo: Curso de Marketing Digital.
  • Cauda longa: termos mais longos e específicos. A concorrência é bem menor que os termos de cauda curta e o volume de buscas também. Mas, por outro lado, podem representar um forte interesse comercial. Exemplo: Comprar curso de Marketing Digital Formula Negócio Online.


Importância das Palavras-chave para uma estratégia digital


A essa altura, você já deve imaginar o quão importante as palavras-chave são para o marketing digital como um todo. Quando bem trabalhadas, com o auxílio de Ferramentas de Palavras-chave, podem atrair grande quantidade de tráfego para um site ou blog, por exemplo. Essas pessoas que chegam a esse blog, podem acabar convertendo, fazendo a compra de algum infoproduto que é oferecido por lá. E isso acontece de forma orgânica e paga também, por meio de anúncios no Google Ads, por exemplo.


Por consequência, um blog que atrai muito tráfego, seja orgânico ou pago, provavelmente está bem posicionado nos buscadores como o Google. Outra vantagem que isso traz é um reforço de autoridade para a marca. Pense bem, se, para a maioria das pesquisas de um nicho o seu site aparece, as pessoas começam a enxergá-lo como referência, certo?


E assim, a visibilidade da sua marca como um todo também cresce. Os usuários passam a confiar no seu trabalho e sua marca fica mais forte.


O que é necessário para fazer uma pesquisa de Palavras-chave?


Legal, já sabemos como as palavras-chave são de suma importância no digital. Agora, vamos trocar uma ideia sobre o que é necessário para fazer uma pesquisa de palavras-chave. Você sabe? Acompanhe aqui com a gente para saber mais.


Público-alvo e personas


Bom, talvez o bê a bá do marketing e da comunicação seja traçar o perfil do seu cliente ideal, também associado aos termos de persona e público-alvo. E isso é até meio óbvio também. Se você tem alguma coisa a dizer, precisa dizer para alguém, concorda? E conhecendo o perfil do seu público, é possível levantar quais são as suas principais dúvidas e como elas podem ser traduzidas em termos de pesquisa, ou palavras-chave!


Ao mapear as características do seu público, você pode responder perguntas do tipo:

  • Qual é a sua faixa etária?
  • Quais são suas maiores dificuldades no dia-a-dia?
  • Onde estão localizadas essas pessoas?
  • Quais canais de comunicação elas usam?
  • O que elas desejam?
  • Quais horários consomem mais conteúdo na Internet?
  • Qual é a sua profissão?
  • O que pesquisam na Internet?


Esses são só alguns exemplos. Mas, quanto mais fundo você se aprofundar para conhecer seu público, mais resultados poderá alcançar e mais assertiva será a sua comunicação também, inclusive quando o assunto são as palavras-chave.


E, você pode estar perguntando: qual é a diferença entre personas e público-alvo? De forma resumida, a persona é uma representação mais humanizada do seu perfil de cliente ideal. É comum até dar um nome para ela. Já o público-alvo, geralmente, é composto por informações mais demográficas.


Objetivos definidos


Ter objetivos bem claros também pode ajudar a guiar sua estratégia de palavras-chave. Se você quiser atrair público para seu blog, por exemplo, pode apostar em termos de consulta mais amplos, mas que tenham relação com o nicho que você definiu. Se o seu blog divulga um curso de emagrecimento, por exemplo, pode fazer um artigo falando sobre as 10 receitas fit para fazer em pouco tempo. Muitas pessoas vão se interessar pelo assunto e algumas poderão fazer a compra desse curso.


Mas, também é possível fazer um post mais específico, do tipo: o Curso X de emagrecimento funciona? E no texto você trabalha todos os benefícios, bônus e vantagens daquele curso específico, além de quebrar as possíveis objeções que as pessoas podem ter. Esse, portanto, é um artigo com um lado muito mais comercial que o do exemplo anterior, concorda?


Por isso, os seus objetivos também vão te conduzir na escolha das palavras-chave certas para seu negócio digital.


Linha editorial


Criando uma linha editorial bem definida, facilita bastante a escolha das suas palavras-chave também. Você pode, por exemplo, separá-las por topo, meio e fundo de funil. Não sabe o que estamos falando? Vamos explicar!


Topo de funil engloba as palavras mais amplas, com mais volume de busca. Servem, normalmente, para atrair as pessoas para o seu blog. As de meio de funil começam a induzir um certo interesse de compra para aquele usuário que está considerando comprar o seu produto. Por fim, as de fundo de funil falam do produto em si, para que o visitante feche a compra.


E, se já tem um certo tempo de trabalho com blog, pode sentir que os assuntos que você trata estão saturados. Qual é a solução nesse caso? Olhe para a concorrência! Você pode achar lacunas de conteúdo que ainda não trabalhou e novas palavras-chave para seu blog. Por isso, é importante ter consciência de quem são os concorrentes orgânicos.


Não se esqueça também que o interesse da sua audiência pode mudar ao longo do tempo! Então, revisite aqueles conteúdo antigos para dar uma atualizada e descubra novas palavras-chave também para trabalhar com uma certa frequência!


Ferramentas de Palavras-chave: conheça a sua importância


Agora você já conhece os tipos de palavras-chave, conhece o que elas representam e já está bem familiarizado com o assunto. Mas você sabe qual é a importância de conhecer boas ferramentas de palavras-chave, como as que vamos mostrar por aqui?


Bom, em primeiro lugar, você consegue ver uma estimativa do volume de buscas mensais por algum termo. Assim dá para ter ideia se ele é muito ou pouco pesquisado na Internet. Além disso, as ferramentas normalmente trazem uma ideia também de quão concorrida essa palavra-chave é.


Outra informação que essas ferramentas trazem é a estimativa de CPC (Custo por clique). Esses dados fazem toda a diferença para quem investe em anúncios pagos e quer ter ideia de quanto pagar por uma palavra-chave. Aliás, o CPC é apenas uma das métricas de Google Ads que devem entrar no seu radar.


E por fim, é possível encontrar outras palavras-chave relacionadas, e até sinônimas, que podem complementar a principal. Na produção de conteúdo para blogs, isso é uma ótima estratégia para fortalecer o campo semântico do seu texto e contextualizar para o Google sobre o que ele fala.


Palavras-chave x intenção de busca


E antes de a gente mostrar as principais ferramentas de palavras-chave para você, também gostaríamos de trazer mais um conceito importante: o de intenção de busca. Isso porque cada busca tem a sua. Um exemplo bem legal para você entender de fato isso é a busca por “Tamanho da Torre Eiffel”.


Se coloque no lugar dessa pessoa. O que você espera de resultado para essa pesquisa? Apenas a altura da torre, certo? E é exatamente isso que o Google traz para você.

Ferramentas de Palavras-chave Intenção de busca


Agora, se você pesquisar “A história da Torre Eiffel” vai encontrar outros resultados diferentes. A expectativa é que ele mostre artigos de blog destrinchando um pouco mais a história desse monumento. E é isso também que o Google traz. E essa “malícia” de sacar o que está por trás de cada palavra-chave é saber identificar qual é a intenção de busca do usuário.


E para que isso serve? Se for o caso de escrever blog posts, por exemplo, você vai saber, a partir da intenção de busca, se o conteúdo deve ser denso ou mais superficial, trazendo uma resposta mais rápida. E, lógico, dar uma olhada no que a concorrência está fazendo vai te ajudar a ter uma ideia completa. A intenção de buscas pode mostrar, ainda, para qual termo de pesquisa vale ou não a pena escrever um novo post.


Ferramentas de Palavras-chave: as melhores do mercado


Bom, agora sim vamos conferir as principais ferramentas de palavras-chave, quais são as suas vantagens, benefícios e como cada uma delas funciona. Isso tudo você vai conferir agora com a gente. Vamos lá!


1. Google Trends


Essa é uma de apenas várias ferramentas de palavras-chave que o Google oferece. Como o próprio nome diz, o Google Trends traz os assuntos que estão em alta no mundo, principalmente os que estão sendo mais pesquisados pela galera no Google.

Ferramentas de palavras-chave: Google Trends


Ele te mostra, logo de cara, o termo que está em destaque nas pesquisas, além de assuntos que também dispararam nas buscas do Google, como podem ser vistos esses 2 exemplos. Fora issó, o Google Trends traz outras pesquisas bem comuns e também seus volumes de busca por cada termo.

Pesquisas em alta no Google Trends


Outra possibilidade é fazer uma pesquisa de forma manual na caixa de pesquisa da ferramenta. Você pode, ainda, filtrar por algum país específico.

Pesquisa manual no Google Trends


O Google Trends permite que você compare o termo de pesquisa principal com algum sinônimo, por exemplo. Também é mostrado um gráfico, com o interesse pela pesquisa ao longo do tempo. Existem ainda alguns filtros para refinar sua pesquisa, como o de localização, período de tempo, categoria e tipo de pesquisa.

Pesquisa manual no Google Trends 2


Embaixo desse painel, você confere a distribuição das pesquisas pelos estados do país (no caso o Brasil), além de termos relacionados e como anda o interesse na Internet por eles. Veja o exemplo na imagem abaixo:

Ferramentas de Palavras-chave: Pesquisa manual no Google Trends 3


Essa é uma ferramenta super completa que você pode aproveitar bastante na produção de conteúdos. E uma das vantagens é que é oficial do Google, além de ser gratuita. Se você não conhecia o Google Trends, vale a pena tirar um tempo para dar uma mexida nele. Com certeza pode tirar ótimos insights!


2. Autocomplete do Google


Ainda falando do gigante das buscas, temos outro macete que pode ajudar bastante no seu planejamento de conteúdo: o autocomplete do Google. Ele não chega a ser uma das nossas ferramentas de palavras-chave oficiais, mas pode revelar boas ideias também.


E como fazemos para descobrir novos termos? Simples! Abra o próprio Google e digite o seu termo de pesquisa. Repare que, imediatamente, já são sugeridas outras palavras-chave, que podem servir para complementar sua busca principal.

Autocomplete do Google


Veja a variedade de novos termos que aparecem, vinculados a nossa pesquisa. Eles podem muito bem virar um novo tópico de um texto, por exemplo, um novo texto ou até fazer parte de um post. E também são informações direto da fonte!


3. Pesquisa relacionada do Google


Nossa terceira ferramenta extra-oficial vem da mesma origem que as 2 primeiras. Isso mesmo, mais uma vez o bom e velho Google (não tão velho assim). A própria página de resultados do Google traz informações valiosas para a gente. Basta um pouco de esforço e tempo para encontrá-las. Nesse caso, nossos termos de pesquisa ficam no rodapé da página, bem no final dela.

Ferramentas de Palavras-chave: Pesquisas relacionadas do Google

Às vezes acabam batendo com os mesmos termos do Autocomplete, mas também podem trazer ideias novas. O trabalho aqui é pegar todos esses itens e colocar no papel, ou bloco de notas, para depois fazer a seleção dos melhores, excluir os duplicados e etc.


4. Perguntas frequentes no Google


Tá, pode até estar meio cansativo falar sobre o Google, mas ainda temos mais uma possibilidade que ele oferece para compor as suas ferramentas de palavras-chave: as perguntas frequentes. Se você der um Google em alguma dúvida que tiver, vai encontrá-las nas páginas de resultado do buscador.

Perguntas frequentes no Google


Essas dúvidas podem, inclusive, servir de base para você criar uma marcação de FAQ Schema no seu post e mostrar resultados mais relevantes e atrativos para o usuário nas pesquisas, atraindo mais tráfego para seu blog, por exemplo. Não entendeu? A gente te mostra um exemplo.

Perguntas frequentes no Google 2


Perceba como aparecem 2 perguntas extras no resultado desse blog. Assim, ele acaba ocupando um espaço maior na página de resultados, além de já responder previamente algumas dúvidas do usuário. Isso irá atrair um público ainda mais qualificado para o assunto que o texto trata. Mas, apesar da marcação de FAQ, não é garantido que o Google irá exibir resultados desse tipo. Só que as suas chances aumentam bastante!


5. Autocomplete do YouTube


Na mesma linha do Google, temos também o Autocomplete do YouTube. Isso porque o YouTube também é um buscador e, inclusive, também pertence ao Google. Isso é especialmente útil, não só para a criação de blog posts, mas também para a otimização de vídeos. Se você é criador de conteúdo para o YouTube, pode aproveitar essas ideias para incluir em tags, na descrição e nos títulos dos seus vídeos.


Aproveitando a deixa, veja também esse post sobre como criar roteiros de vídeos para o YouTube!


Como falamos, a ideia é parecida. Então, basta abrir o site e começar a digitar uma pesquisa para encontrar outras sugestões.

Autocomplete do YouTube


6. Pesquisa competitiva no YouTube


Seguindo o mesmo raciocínio do tópico anterior, temos também a pesquisa competitiva no YouTube. Mas o que seria isso, afinal? A ideia é simples. Você encontra vídeos que estão bem posicionados para o termo de busca que encontrou. Então, você abre a página do vídeo, clica com o botão direito sobre ela e escolhe a opção Exibir código fonte da página. Se preferir, use o atalho CTRL + U. Vai aparecer uma página cheia de código, mas não se assuste, estamos indo bem!

Pesquisa competitiva no YouTube


Agora vamos fazer uma busca no código. Use o atalho CTRL + F e busque por keywords. Você vai encontrar os termos com um destaque amarelo. Pode aproveitar o trabalho duro dos seus concorrentes orgânicos e aproveitar os termos que eles já pesquisaram.

Pesquisa competitiva no YouTube 2


Se quiser fazer isso de uma forma mais amigável e menos operacional, existe uma extensão gratuita que já mostra esses termos diretamente no navegador. Veja aqui como ela funciona!


7. Ubersuggest


Nossa próxima sugestão de ferramentas de palavras-chave é um clássico desse universo. Estamos falando sobre o Ubersuggest! Criado pela galera do Neil Patel, ele te dá algumas consultas gratuitas por dia e também oferece planos pagos, com mais recursos. Na página inicial do site, você pode pesquisar por algum termo específico ou também a URL de um site.

Página inicial do Ubersuggest


Depois de clicar em Enviar, você verá informações úteis, tanto para tráfego orgânico e para tráfego pago. Ele mostra o volume de buscas para o termo pesquisado, indica uma estimativa de dificuldade para o posicionamento orgânico, pago, além de uma média de custo por clique (CPC) para aquela palavra-chave também (isso é útil se você investe em Google Ads, por exemplo).

Análise de palavra-chave no Ubersuggest


Logo a seguir temos também alguns sinônimos da palavra-chave principal e com todas as informações também, como volume de buscas, dificuldade de posicionamento e CPC médio, como você pode ver abaixo:

Análise de palavra-chave no Ubersuggest 2


No final da página, o Ubersuggest te mostra também algumas opções de conteúdos produzidos com aquela palavra-chave para que você se inspire a criar o seu. São mostrados ainda, os títulos usados, estimativa de visitas, quantidade de backlinks que recebem, além do desempenho em redes sociais.

Análise de palavra-chave no Ubersuggest 3


Basicamente é assim que ele funciona. A equipe do Neil Patel também desenvolveu uma extensão gratuita se quiser usar no navegador para ter mais praticidade.


8. Keyword Tool


O Keyword Tool é uma ferramenta simples de usar. Na tela inicial dele, você define em qual buscador você quer as informações (Google e YouTube são os mais comuns). Depois você define o idioma e clica no ícone de lupa para pesquisar.

Keyword Tool


E, assim como no Ubersuggest, você verá as informações sobre a palavra pesquisada. Mas, por ser uma ferramenta paga, serão mostrados apenas os 5 primeiros termos com os seus dados.

Keyword Tool


9. Answer the Public


O Answer the Public é um site gringo que também gera muitas ideias de termos sinônimos do principal que você pesquisou. Na sua página inicial, você digita a palavra-chave pesquisada, define qual é o país e o idioma. Depois clica em pesquisar.

Ferramentas de palavras-chave: Answer the Public


O legal é que o Answer the Public mostra os resultados de uma forma bem visual e que chama muito a nossa atenção.

Ferramentas de palavras-chave: Answer the Public 2


E, se você preferir, ele também organiza as palavras-chave relacionadas em tabelas, em ordem alfabética.

Ferramentas de palavras-chave: Answer the Public 2


Uma pequena desvantagem que ele traz é a ausência de informações mais completas, como a dificuldade de ranqueamento, volume estimado de buscas mensais e o CPC médio para a palavra-chave. Mas, nesse caso, você pode anotar os termos que quiser e usar outra ferramenta que já mostramos aqui para complementar!


10. Google Search Console


Quem já produz conteúdo para blog e acompanha o desempenho desses posts já está acostumado com o Google Search Console. Resumidamente, essa é mais uma plataforma oficial do Google que traz informações oficiais da pesquisa. Assim, dá para você ver o desempenho geral dos seus blog posts e corrigir problemas que o próprio buscador informa. Mas, nem só disso vive o Search Console. Você consegue ver também termos que as pessoas estão usando e chegando até seu site.

Dentro do painel de Desempenho, na aba Consultas, é possível ver vários tipos de busca que as pessoas andam fazendo para encontrar seu site. De repente, você pode encontrar novos termos para complementar um post publicado ou até mesmo alguma nova ideia não trabalhada.

Relatório de consultas no Search Console


Também dá para filtrar por um período de tempo específico e até por uma página específica.


11. SEM Rush


Agora, estamos diante de uma das plataformas mais usadas no mercado, quando se trata de palavras-chave. O SEM Rush é uma plataforma gratuita até certo ponto. Oferece poucas pesquisas por dia e algumas opções de planos pagos.


O funcionamento é parecido com o do Ubersuggest. Existe uma caixa de pesquisa onde você inclui uma palavra-chave ou URL de um site para fazer a consulta. Selecione também o país desejado para encontrar os resultados.

Ferramentas de palavras-chave: SEM Rush


O SEM Rush vai processar e trazer para a gente várias informações. Podemos encontrar o volume de buscas para aquele termo no Brasil, em outros países, além da dificuldade encontrada para essa palavra-chave e o CPC médio.

Relatórios de palavras-chave no SEM Rush


E, como de praxe, a ferramenta sugere também vários e vários sinônimos, separados em categorias. Só temos elogios para o SEM Rush. A única desvantagem é que ele é pago e os planos podem pesar um pouco no bolso (ainda mais com o dólar a R$5,00).

Relatório de palavras-chave relacionadas SEM Rush


12. Google Keyword Planner


Mais uma ferramenta de palavra-chave do Google, mas dessa vez mais focada em anúncios do Google Ads. Claro que você também pode aproveitá-la na estratégia orgânica, se quiser também. Então, acesse a conta do Google Ads (se não tiver, crie uma nova). Na página inicial, vá em Ferramentas e Configurações, no ícone de chave de boca, e escolha a opção Planejador de palavras-chave, na aba Planejamento.

Google Keyword Planner


Na próxima tela, clique em Descobrir novas palavras-chave.

Google Keyword Planner 2


Digite uma ou mais palavras-chave que você quer pesquisar no campo de busca e clique em Ver resultados. Se preferir, pode usar a URL de um site também.

Google Keyword Planner 3


A partir disso, serão mostradas as informações que a gente busca: volume de buscas da palavra-chave, nível de competição, ideias de palavras-chave relacionadas e estimativa de lances. E, lembrando outra vez, apesar dessa ferramenta ser criada para o planejamento de anúncios, nada impede de usá-la para criação de conteúdo também.

Google Keyword Planner 4


O Google Keyword Planner, ou Planejador de Palavras-chave do Google é mais uma excelente ferramenta de palavras-chave que temos a nossa disposição!


13. Moz Keyword Explorer


O MOZ é outro recurso clássico para quem trabalha com SEO, produção de conteúdo e pesquisa de palavras-chaves. Então, na página inicial do Keyword Explorer, assim como algumas ferramentas que a gente mostrou aqui, digite sua palavra-chave ou a URL de um site. Depois, clique em Search Keywords Now.

Moz Keyword Explorer


Na próxima tela, faça login ou crie uma conta nova na ferramenta.

Login no Keyword Explorer


Após fazer login ou novo cadastro, você terá acesso às informações da palavra-chave em questão, assim como a maioria das outras ferramentas de palavras-chave que mostramos aqui. São dados como o volume de pesquisa daquele termo, quão concorrido ele é, palavras relacionadas, dentre outros.

Informações sobre palavras-chave no MOZ


Importante dizer que, apesar de ser muito prático, essa ferramenta é um pouco mais limitada na versão gratuita. Isso porque é possível fazer cerca de 10 consultas apenas por mês.


14. Spy Fu


O Spy Fu é uma ferramenta paga, mas que também fornece algumas consultas gratuitas. Como de praxe, na página inicial, você pode colocar o domínio de um site ou a palavra-chave que queira buscar. Na sequência, clique no ícone de lupa para pesquisar.

Consulta de palavras-chave no SPy Fu


O Spy Fu traz um verdadeiro painel de controle para aquele termo pesquisado, tanto para quem trabalha de forma orgânica, como para quem faz anúncios. Claro, na versão gratuita, ele não te mostra todos os dados, mas dá para ter uma boa noção.

Consulta de palavras-chave no SPy Fu 2


Como falamos, o Spy Fu traz métricas relevantes para a criação de anúncios também, como você acompanha nessa imagem aqui embaixo:

Consulta de palavras-chave no SPy Fu 3


Além disso, quais são os principais anunciantes que usam a palavra-chave pesquisada, uma estimativa do seu orçamento, qual o seu posicionamento na competição pelo termo de busca e outras informações.

Consulta de palavras-chave no SPy Fu 4


E acabou por aqui? Óbvio que não. Mas, como mostramos, o Spy Fu é uma plataforma muito robusta. Então, para que o post não fique ainda mais longo, vamos parar por aqui. Mas já dá para ter uma ideia do que você pode fazer com ele, certo?


15. Quora


O Quora não é bem uma ferramenta em si, focada em apresentar dados e informações sobre palavras-chave. Mas lá você encontra informações que talvez sejam ainda mais valiosas: perguntas sobre o seu nicho de mercado. Isso mesmo, o Quora é parecido com o nostalgico Yahoo Respostas, que foi encerrado pela empresa.


Mas o fato é que lá tem pergunta de tudo quanto é tipo. Isso quer dizer que o site tenha pouca qualidade? Absolutamente não. O que você precisa fazer é encontrar as perguntas do seu público. Em cima delas, é possível pensar em como transformá-las em algumas palavras-chave e validar suas métricas a partir das outras ferramentas que mostramos aqui. Sem dúvida o Quora pode enriquecer demais a sua pesquisa!

Página do Quora


16. Keywords Everywhere


Próxima indicação desse post é o Keywords Everywhere. É um recurso mais simples, porque se trata de uma extensão que roda direto no navegador. Depois de instalá-la, veja se já está ativa. Ela aparece no canto superior direito da tela. Clique no seu ícone para expandir as opções.

Keywords Everywhere


Não mudou nada, né? Então está dando certo. Agora, quando você fizer pesquisas no Google, vão aparecer algumas informações relacionadas a sua palavra-chave principal. Repare que do lado direito da página de resultados do Google, aparece um gráfico de tendência, mostrando como está o interesse pela palavra-chave procurada.

Gráfico de tendências do Keywords Everywhere



Além das clássicas sugestões de palavras-chave relacionadas também.

Palavras-chave relacionadas no Keywords Everywhere


Fizemos alguns testes por aqui e o Keywords Everywhere funciona também no YouTube. Mais um ponto positivo para a ferramenta! Então, fica aí mais uma sugestão que vocês podem usar no dia-a-dia, certo? Vamos para a próxima!


17. Wordstream


Próxima indicação que temos por aqui é o Wordstream. E a lógica é a mesma. Na página inicial, temos a clássica caixa de buscas para incluir nossa palavra-chave de pesquisa. Em seguida, inclua o país de origem e o nicho que você quer buscar.

Wordstream


E aí vão surgir os dados que a gente precisa: palavras relacionadas, com seus respectivos volumes de busca, CPC médio e nível de concorrência para cada termo. Tudo de forma simples.

Wordstream 2


18. Pesquisa interna no seu site


Por último, senhores, vamos trazer um recurso bem legal e que pode render ideias do seu próprio público. Isso mesmo, se você tiver um site e/ou blog, pode aproveitar as próprias pesquisas que os usuários fazem por lá e tentar extrair algum proveito disso.


Mas como fazer essa configuração? Vem com a gente!


Ativando a pesquisa interna


Vamos dar uma volta lá no Google Analytics, uma ferramenta completa para medir o desempenho do seu site. Quando falamos completa, é completa mesmo! Lá dá para ver absolutamente tudo o que se refere a um site.


Na página inicial, busque pelo ícone de engrenagem, no canto inferior esquerdo da página, onde está escrito Administrador, e clique sobre ele.

Ativando a pesquisa interna no Google Analytics


Na nova tela, na terceira coluna, clique na opção Configurações da vista da propriedade.

Ativando a pesquisa interna no Google Analytics 2


Role a página até o campo Acompanhamento da pesquisa no site e deixe essa opção ativa. Repare que em Parâmetro de consulta, a gente colocou a letra “s” também. Mas, onde dá para ver isso?

Ativando a pesquisa interna no Google Analytics 3


É fácil, faça uma pesquisa de teste no seu próprio blog e confirme. Na página dos resultados dessa pesquisa, dê uma olhada nessa URL do seu próprio site. Você verá o parâmetro entre a ? e o símbolo = do seu site.

Ativando a pesquisa interna no Google Analytics 4


Na sequência, lá no Google Analytics, clique em Salvar para confirmar as alterações.


Visualizando os termos de pesquisa no Google Analytics


Agora, com tudo certinho, vamos ver onde visualizar os termos pesquisados dentro do Analytics. Volte lá para a página inicial da ferramenta, vá na aba Comportamento, na barra lateral esquerda, e selecione a opção Pesquisa interna e Visão Geral.

Visualizando a pesquisa interna no Google Analytics


Role a página para baixo e clique em Termo de pesquisa, dentro da aba Conteúdo do site. Ao lado direito, você verá as principais pesquisas que foram feitas no seu site. Caso não estejam aparecendo, busque filtrar por um período de tempo maior.

Visualizando a pesquisa interna no Google Analytics 2


Ufa! Chegamos ao fim do nosso post sobre ferramentas de palavras-chave. Se chegou até aqui, parabéns! Você é um guerreiro (a) e está no caminho certo. Esperamos que tenha curtido o conteúdo, que deu bastante trabalho para produzir, mas que trouxe muito orgulho para a gente também!


Esperamos você no próximo post e deixe suas dúvidas ou sugestões aqui nos comentários. Até a próxima!